Por isso...

Aqui teremos papos, desabafos, dicas, receitas e tudo que possa facilitar nossa correria diária de ser mulher, mãe e tal

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Você tem medo de que?



Medo. Minhas mãos suam, meu corpo treme até sentar na cadeira. Já entro no consultório avisando: sou daquelas pessoas que tem medo de dentista. O homem sorri e me diz que as pessoas que tem medo sempre chegam avisando. Minha dentista anterior se tornou amiga, tinha toda a paciência comigo, sabia dessa minha fraqueza. Sim, fraqueza, sei que todos temos direito a medos, mas passados mais de 30 anos manter um medo infantil me parece falta de atitude na busca de solução...
Como saber quando esse medo nos prejudica? Porque eu tenho medo de dentista, adio o quanto posso, mas não deixo de ir. Então posso considerar um medo controlado? Dizem que quando enfrentamos o medo ele acaba, comigo isso não acontece. Vou, faço o que tenho que fazer, mas continuo sentindo um frio na barriga antes de sentar na cadeira fatídica! O barulhinho do motor me dá arrepios! Tenho solução?
Vivemos num período em que não se respeita muito os medos, temos pressa e medo atrasa, atrapalha. Como lidar com o medo dos outros sem paciência e tranqüilidade?
Meu filho tem alguns medos, dentre eles tem medo da bruxa da Branca de Neve. O pai comprou o DVD achando que o menino ia gostar, mas passado mais de um ano, quem disse que ele assistiu o filme inteiro ao menos uma vez? Nada! Só de pensar na velhinha vendedora de maçãs ele se esconde, fica apavorado. No natal passado fomos para um hotel, no meio da noite ele me chamou apavorado, havia sonhado com a tal bruxa. Só dormiu quando coloquei o colchão no meu quarto. Desde então se assusta com a idéia da tal senhora voltar durante a noite. Todas as noites só adormece depois que rezamos pedindo uma noite de sonhos felizes para seu anjinho da guarda. Ele se sente seguro e dorme rapidinho.
Sei que tem gente que sente prazer no medo, como quando a pessoa adora a sensação causada pela adrenalina, busca aventuras perigosas ou mesmo vibra na frente da televisão tapando os olhos com as mãos num filme de terror. Eu não sou dessas pessoas, me arrisco apenas o suficiente para viver experiências novas, mas não me animo a pular de bung jump ou correr num carro a 300km/h. Talvez seja sensata demais...
Voltando às crianças, como ensiná-las a lidar com o medo sem que as torturemos no enfrentamento? Se enfrentar é inevitável que seja aos poucos, com calma e o mais importante, no tempo delas! Aqui tem dado certo, se conselho vale alguma coisa, minha receitinha é essa: conversa, paciência e tempo.
Sobre o dentista? Tenho consulta amanhã. Torçam por mim...

6 comentários:

Carla disse...

Oi Lu, pois é, como ajudar a enfrentar os medos das crianças?
Aqui o Gab tem trauma de cachorros, morre de medo, até de um latido muito longe que ele escuta, porque uma vez na praia fomos quase atacados por uma mistura de pitbul, ele não mordeu, mas o rosnado terrível fica na minha cabeça até hoje, pelo medo que atacasse o meu filho. E O Gab ficou totalmente inseguro ao lado até do mais pequeno dos cães, ele gela. Tenho respeitado este tempo dele, na casa da minha mãe, ele leva um dia p chegar perto da poodle e Beagle que ela tem, são super dóceis, e qdo menos percebo ele consegue até acariciá-los, mas treme de medo, tadinho. Vou observar isso mais de perto, não quero que ele cresça traumatizado e que isso venha a prejudicá-lo. Quem sabe se o tempo não ajuda, mas se eu perceber algo mais sério, não vou titubear em ir na psicóloga.

beijinhosssssssssss

Carla disse...

ah e boa sorte no dentista, hahahaha, beijossssssssssss

Daya disse...

pode deixar que tô na torcida LU!!!
E a "receita" é essa mesmo, conversa, paciência e tempo.

Tadinho do Gab, Carla, tomara que isso passe logo.

bjks

Tati disse...

Medos! Ah! os medos! Quem não tem?
Eu estou superando (mas não perdendo) um dos grandes e graças ao meu pitoco que me deu a simples explicação qdo questionou pq eu tinha medo...
"mãe, eu tb tinha medo de dormir no escuro, mas agora não tenho mais, vc tb consegue"!
E hj, mesmo com medo já saio do lugar "dirigindo"!!
Lu,boa sorte lá no dentista!
Carlinha, logo o Gab supera e vc tb...
bjs, bjs

Marina Tiso disse...

Lipe tem assistido bem esses dvds de um tempo para cá...

Mas ainda tem medo do escuro, pede minha companhia ao acordar de noite e, nunca se esquece de pedir antes de dormir "sonhos felizes"...

As exatas palavras do seu pequeno...

Paciência, muito carinho e amor! Com certeza esse é o segredo...

Beijocas,
Marina

Dani disse...

Lu, esse conselho vale sim. Respeitar o tempo de cada um, é sinal de generosidade e respeito!

E qto ao dentista, tenho verdadeiro pânico. Pra conseguir a uma única consulta, falto tantas outras! Minha pressão baixa tanto, que certa vez, desmaiei...ahahaha. E sempre que vou a um dentista novo, explico meu pânico. E sempre anestesiam tudo, antes mesmo de "cutucarem" alguma coisa. rs