Por isso...

Aqui teremos papos, desabafos, dicas, receitas e tudo que possa facilitar nossa correria diária de ser mulher, mãe e tal

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Uma horta pra chamar de nossa

Meu post hoje, fala de um sonho de consumo que tenho há muito tempo! Uma horta em casa. Pois é em tempos de correria maluca meu maior desejo é poder colher no jardim saladinhas fresquinhas, com garantia “mesmo” de não ter agrotóxicos para meu pitoco.

Mas mesmo morando em uma casa, não tenho mais que um jardim de 2m x 1m para plantar, parece que os antigos moradores curtiam um concreto e espalharam por todo pátio. Mas não me dei por vencida e hoje já colhemos cebolinha, alecrim, manjericão (o rei do pedaço), rúcula, brócolis, morango, tomate cereja...

Com a verba curta e com muita vontade de ampliar nossa colheita não desanimei e fiz do meu jeito um novo canteiro (improvisado reciclado) para receber as novas sementinhas. Abaixo divido com vocês nossas aventuras agrônomas!
1 – conseguimos caixotes de feira que deveriam ser impermeabilizados por dentro com neutrol e protegidos por fora com verniz ou stain, massssssss como tava decidida naquele dia, ignorei estas etapas e fui logo para os finalmente... kkk
2 – sacos grossos, usei os de ração que são ótimos! Super resistentes.
3 – abri a lateral maior e fiz vários furos na outra extremidade.
4 – grampeei o saco em toda borda da caixa, deixando o fundo do saco suspenso
5 – depois de forrado ficaram assim
6 – coloquei brita e terra. Poderia ter colocado antes da terra a areia, mas como não tinha fiz assim mesmo.
Pronto! Nesta etapa você já tem uma floreira superrrrrrrrrrrr barata, ecologicamente correta e que cabe em qualquer sacadinha que bata sol. Você pode plantar as mudinhas ou semear flores, hortaliças, ervas medicinais...

7 - você também vai precisar de uma mãozinha pequeninha para semear...
8 - o caixote mais baixo usamos como sementeira. Colocamos um saco plástico para fazer tipo uma estufinha, tomando o cuidado de deixar a terra sempre úmida.
9 - dias depois tiramos o saco plástico e lá estava a alface, o alho poró e o agrião dando o ar da sua graça...
10 - a beterraba plantada no caixote maior também começou a brotar logo em seguida.
11 | 12 - Passados mais alguns dias e as beterrabas e as cenourinhas já estavam enchendo de verde nosso quintal!

Além de fazer um bem danado para o planeta faz muito bem para nós e principalmente para nossos filhos, mexer na terra, semear e ver dar frutos faz a cabecinha dos pitocos viajarem!!
Como tenho em casa um pequeno viajante, cientista, curioso... resolvemos ir além da plantação e já preparamos nossa primeira compostagem feita com garrafa PET. Tempos atrás, vi numa comunidade que faço parte no Orkut (Horta em Casa) um PAP postado pela Noely. Adorei a ideia e já comecei a separar as cascas e restos de comida, guardei em potinhos de sorvete, bem fechado na geladeira. Abaixo todo o processo.

Compostagem com garrafa PET
1 - você vai precisar de duas garrafas PETs cortadas assim
2 - faça furos numa das tampinhas para escoamento
3 - quando já tinha uma quantidade razoável de restos e cascas, bati tudo no processador. Tentei no liquidificador, mas não deu certo... se você não tiver processador corte em pedaços pequenos para acelerar o processo.
4 - no processador fica bem miudinho, mas também não é tão fundamental, só levará um pouco mais de tempo para você ter seu adubo!
Depois desta etapa, basta montar sua composteira conforme a imagem abaixo.

Observação importante: Quando tirei a foto, a base estava sem areia para mostrar bem o encaixe. No fundo da Pet que serve como “pratinho” também vai areia para não dar mau cheiro.

Deixar em lugar ventilado, que não pegue chuva e longe de animais domésticos. Para evitar mau cheiro não utilize restos de laticínios, nem carnes e ovos.
Tau mostrando o que vai virar adubo
Nosso adubo está quase pronto e logo mostrarei para vocês, assim como a nossa “colheita”. Bem... talvez eu não consiga mostrar os moranguinhos, porque tenho mãozinhas rápidas por aqui...

Beijos e boa semana!

8 comentários:

Dani disse...

Esse contato com a terra, é maravilhoso para os pequenos. E pra gente também...fora que poder colher alimentos fresquinhos não tem preço!
Adorei essa compostagem. Vou mostrar ao Paulinho.
Manjericão e tomate cereja, qdo "pega" se espalha...

Bjos

Carla disse...

maravilhoso Tati, parabénssssssssssssssssss, adorei a simplicidade de tudo e foi um tapa de luvas de pelica em mim, ohhhhhhhhhhhhhhh!!!

Tati disse...

Não tem preço mesmo, Dani!
Carlinha, pq tapa de luvas????
bjs, bjs

Carla disse...

Um tapa para que eu comece a me mexer aqui em casa com uma hortinha, antes eu tinha desculpa que só tinha sacada e agora eu vi que dá p fazer muita coisa na sacada, entendeu? Agora não tenho mais desculpa, vou aproveitar as férias p inventar moda a la Tati, kkkkkkkkkkkkkkk

Daya disse...

Tati, amei as dicas, vou usar com certeza!!!!!! Vou dar um jeitinho de achar espaço aqui em casa!!!
Valeu!!!
bjs

Kelly Zanin disse...

adorei a idéia muito inspiradora..

disse...

Adorei as dicas, me diz uma coisa qto tempo leva pra começar a nascer os moranguinhos???

Tutitati disse...

Ai Carlinha, só vc mesmo...kkkk
Daya, acha espaço simmmm ...Maya vai amar.
Kelly, bora fazer...
Camila, os moranguinhos e a rúcula foram mudinhas.
O tomate cereja e pimentão semeei do próprio fruto, deixei ficarem bem maduros e depois joguei na terra.
O restante que plantei foram sementes de supermercado.
A cebolinha só enterro a raiz.
Semear nem sempre dá certo, mas tem mais variedade, afinal é difícil encontrar mudas de hortaliças, mais comum são ervas e alface.
bjs, bjs