Por isso...

Aqui teremos papos, desabafos, dicas, receitas e tudo que possa facilitar nossa correria diária de ser mulher, mãe e tal

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Festas juninas...

O mês de julho está iniciando, mas não posso deixar de falar das festas juninas...
Como uma boa professora, as datas comemorativas fazem parte da minha vida, da vida dos meus alunos. Falar do que elas representam, ensinar os costumes e entender seus significados nada mais é do que cultivar a cultura popular.
Falar sobre festas juninas é muito bom, participar delas é melhor ainda! Quem dirá então, preparar uma?
Semana passada vivi tudo isso, ensinei, participei e preparei uma festa. Achar tempo é o mais complicado, mas dando um jeitinho e correndo muito, tudo se organiza.
Minha motivação? Imaginar meu filho fofo em uma roupa de jeca! Mas não uma roupa qualquer, uma roupa que tenha estilo, que faça o diferencial, que depois marque esta época num lindo álbum de fotos e o mais importante: que ele goste.
Organizando o armário do meu pequeno, faço uma descoberta, encontro uma jardineira linda, novinha e ...que não serve mais nele. E agora? Apelar para a costureira, pois, criança cresce igual a fermento, mas nada que um ajuste ali e aqui não resolvam, comprei um metro de tecido xadrez baratíssimo e passei as idéias para ela fazer. Com o tecido, ela aumentou as alças da jardineira e aplicou retalhos nela, sem esquecer de um lindo coração no bumbum e lenço no bolso. O chapéu? Amarrei outro retalho em volta e costurei um cavalo e um espantalho de feltro que tinha em casa, todos da festa de dois anos do Gabriel, com tema fazenda, na frente da jardineira apliquei uma vaquinha (artes de feltro da minha amiga Wal).
Com a roupa do Gabriel pronta, vou pensar na minha. Dou uma “voltinha” até Biguaçu e alugo um vestido lindo. Os dias passam e eu com mil coisas para fazer, cuidar do Gabriel, marido, casa, planejamentos da escola, reunião de pais, avaliações de alunos, ensaio para a apresentação da festa junina e etc... e pensar numa festa surpresa de aniversário para a minha companheira de escola e professora do Gabriel, em pleno dia 24 de junho, dia de São João.
As festas chegam e eu adoroooooooooo!!!! Trabalho bastante, mas me divirto também.
Em clima de copa do mundo o que podemos ver por aí é uma miscelânia de festas juninas, tendo as Bandeiras do Brasil como destaques. Pegando carona nesta onda, eu e minhas amigas blogueiras organizamos uma festa para celebrar a amizade, o aniversário do meu marido Carlos e o mais importante, reunir as crianças. Com algumas decorações que eu tinha e com os toques especiais da minha amiga Tati, preparamos o ambiente, que ficou acolhedor e descontrdo, deixamos as roupas de jeca de lado e agitamos as bandeiras.
Comidas típicas das festas juninas são a melhor parte, cocada, pé de moleque, cachorro quente...
Mas, eu me realizo mesmo é quando volto as minhas origens, aos costumes da minha querida região serrana. Festa junina para mim tem que ter ponche e paçoca de pinhão.
Sucesso garantido em nossas festas, vou repassar para vocês estas delícias:
Ponche de vinho
Ingredientes
500 ml de vinho tinto seco (eu prefiro suave para ficar mais docinho), 1 litro de água, 6 cravos da índia, 3 gravetos de canela em pau, 2 rodelas finas de gengibre, 4 fatias picadas de abacaxi (opcional: casca de laranja e pedaços de maçã).
Para os cremes : 12 colheres de açúcar, 6 ovos.
Preparo
Colocar o cravo, a canela e o gengibre num pano limpo, fazer uma trouxinha e colocar numa panela, junto com o vinho e a água e os pedaços de abacaxi (eu coloco sem a trouxinha). Deixar ferver tudo junto. Com as gemas dos ovos fazer uma gemada e bater as claras em neve, bem consistente, coloque um pouco de açúcar nas claras e bata mais um pouco, para fazer um merengue.
Para servir
Colocar no fundo do copo uma colher bem cheia de gemada e acrescentar o vinho quente, depois, outra das claras em neve e servir.

Paçoca de pinhão

Ingredientes
(para quatro pessoas)

250 gramas de pinhão, descascado e moído, 150 gramas de carne moída de porco (lombinho), tempero a gosto para a carne, salsinha e cebolinha picadas, pedaços picados de bacon (eu coloco só para dar sabor), caldo de carne (tipo maggi de bacon), óleo para fritar, sal a gosto.
Preparo
Refogar a carne moída já temperada (a gosto), dourar bem a carne e depois acrescentar o pinhão (já cozido e moído) Servir com arroz branco, feijão, ou puro.
Ps.: em Lages costuma-se também misturar os três tipos de carne: frango, gado e de porco.
Bom apetite!!!
Eu corro demais, mas não perco uma boa festa junina e a alegria de estar com os amigos.
Aos festejos e a vocês: um brinde!!!
Beijocasssssssssssss

12 comentários:

Nicole disse...

Eu perdi isso tudo!!! Buááá!

Lulu disse...

Carlinha, adorei tudim!!! Queria ter estado com vcs... Ando a furona mor, né?
Bjocas!

♥ Mamãe da Ana Luiza ♥ disse...

Nossa, tudo muito lindo!
Aqui as festas continuam em julho, preciso providenciar um vestido.

disse...

Aiii esse ponche é tudo!! E a paçoca de pinhão tbm nham nham.. me dá água na boca, rsrs.

Dani disse...

Carlinha, acho o máximo como vc imprime sua marca em tudo o que faz! E tudo feito com muito carinho, sempre!

Virei fã do ponche e da paçoca de pinhão. Delícias de sua terra, que vc faz bem em preservar.

blog da vicky disse...

ai q delícia isso tudo...

Tati disse...

Deliciaaaaaaaaas da Carlinha!
Bom demais querida! Um brinde a vc.
bjs, bjs

Carla disse...

obrigada meninasssssssssssssss, beijo grandeeeeee

Ly Mello disse...

Carlinha, que festão!
Nem convida! hahaha
O Gabriel estava PERFEITO! Lindo demais!

Beijocas.

Daya disse...

Só de lembrar já fico com água na boca!!!!! Tava tudo D-E-L-I-C-I-O-S-O!!!!!!!!
Ass: sua fã!!!!

bjussss

Carla disse...

vamos repetir as receitinhas logo logo, tbém to com saudades das delícias, kkkkkkkkkk
Vem LY, não precisa nem convidar, vc é de casa!!!! Beijossssssss

Kelly disse...

Aff perdi tudo isso também..Parabéns a festa estava linda...